CONTEÚDO PARA SUA RÁDIO. INSPIRAÇÃO PARA SUA REGIÃO!

Imagem
Cerca de 52 ATIs atendem a população, garantindo melhor qualidade de vida e incentivando a prática de esportes
 
Buscando melhorar a qualidade de vida da população, a cidade de Maringá, na região Norte do Paraná, desenvolveu o projeto “Academia da Terceira Idade” (ATI). A expectativa de vida dos idosos têm aumentado no Brasil e, por consequência, na cidade, seguindo uma tendência mundial. Além disso, a gestão municipal realizou uma pesquisa, que indicou que grande parte dos moradores, sobretudo os idosos, não praticavam esportes de forma regular.
 
Muitas pessoas não possuíam condições de pagar uma academia. Foi então que surgiram as academias ao ar livre. Os espaços públicos da cidade passaram por uma revitalização para que pudessem receber os equipamentos e contam com espaço para caminhada, alongamento e ações de integração e lazer, como jogos de boliche, dança e café da manhã em datas especiais. Para acompanhar os idosos, profissionais da área de educação física foram contratados, garantindo a realização de movimentos corretamente. Em 2013, a iniciativa contava com 52 espaços com equipamentos da ATI.
 
Para que a iniciativa desse certo, a prefeitura precisou investir em equipamentos, contratação de profissionais e adequação dos espaços existentes. A Secretaria de Esportes e Lazer e a Secretaria de Saúde, ambas do município, são os órgãos responsáveis pela manutenção do projeto, que conta com cerca de cinco mil usuários todos os dias, com uma média mensal de 140 mil atendimentos, atingindo outras parcelas da população e não somente os idosos. Os custos são pagos com recursos próprios do município.
 
Entre os benefícios das ATIs estão a redução no número de atendimentos nas unidades básicas de saúde, já que o exercício físico contribui para o controle de doenças como diabetes, pressão alta, colesterol, também a melhoria da saúde psíquica, uma vez que promove a integração com outras pessoas, e o incentivo a prática de esportes. Os bons resultados garantiram ao projeto o Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) 2013, uma das premiações mais importantes desse segmento no país. Saiba mais sobre essa iniciativa no Banco de Projetos da premiação.
 
Prefeito de Maringá na época, Carlos Roberto Pupin,
recebe o prêmio pelo projeto Academia da Terceira Idade

 

Ouça o áudio: