CONTEÚDO PARA SUA RÁDIO. INSPIRAÇÃO PARA SUA REGIÃO!

Imagem
Psicomotricidade e Afetividade: O Comprometimento Afetivo no Fazer Pedagógico – Formação In Loco resolveu defasagem nas horas de formação dos profissionais
 
A educação é uma área fundamental para o desenvolvimento social. Desta forma, investir em qualificação de professores é um importante caminho para que isso aconteça, ainda mais aqueles que trabalham com a educação infantil, quando as crianças estão em um processo de descoberta do mundo. Pensando nisso, a Prefeitura de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, desenvolveu o projeto de Psicomotricidade e Afetividade: O Comprometimento Afetivo no Fazer Pedagógico – Formação In Loco.
 
Com uma defasagem na carga horária da formação continuada dos professores, o município buscou estratégias para que a formação continuada fosse de total eficiência e eficácia, levando em consideração também a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ambos da Organização das Nações Unidas (ONU). São atendidos os profissionais que atuam com crianças de zero a três anos.
 
Entretanto, devido às diferenças estruturais dos Centros Municipais de Educação Infantil, em que alguns possuem amplos espaços para realização de atividades com as crianças, e outros possuem limitações para desenvolvimento das atividades pedagógicas, fez-se necessário que cada unidade tivesse uma formação condizente com a realidade do local, por isso a utilização do termo “in loco”.
 
A formação continuada, que não tem custos ao município, é composta por quatro horas com formação presencial na própria unidade, quatro horas de palestra e curso, e as outras quatro horas via on-line. A Psicomotricidade, ciência que estuda a relação do indivíduo, seu corpo em movimento e a relação com seu mundo interno e externo, também foi aplicada, proporcionando às crianças a descoberta de suas expressões, impulsionando a ação criativa e a emoção.
 

Entre os principais benefícios do projeto está a qualificação dos profissionais, que foram treinados no próprio ambiente de trabalho, fazendo com que o que foi aprendido possa ser desenvolvido; a psicomotricidade, que ajuda no desenvolvimento das crianças; e o custo zero do programa. Os bons resultados garantiram à iniciativa o Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) 2019, uma das premiações mais importantes desse segmento no país. Saiba mais sobre essa iniciativa no Banco de Projetos da premiação.



Secretária de Educação, Adriana Palmieri, recebe o Troféu PGP-PR
pelo projeto Psicomotricidade e Afetividade no fazer pedagógico

 

Ouça o áudio: